"Então, falando ele estas coisas em sua defesa, Festo disse em alta voz:
Estás louco, Paulo! As muitas letras te levam à insanidade!"
(Atos dos Apóstolos 26.24)

domingo, junho 24, 2007

Um gato abandonado...

Ele apareceu de repente, saído das grades do estacionamento do Extra Boulevard. Ele miou para mim. Voltei e fiz um afago em sua cabecinha. Difícil esquecer aquele olhar, ao mesmo tempo inocente e ávido. Estava um pouco sujinho. Gato de rua...

Prossegui em meu caminho, voltava da igreja para casa. Ele ficou lá. Um turbilhão de pensamentos inundou a minha cuca! Como eu quis ter condições de levar aquele gatinho preto e branco para casa! Fiquei pensando em como esses animais de rua se viram para sobreviver. E tive uma grande esperança de que o Pai dos céus cuide deles. Como seria bom, todavia, se mais pessoas se dispusessem a adotá-los! São seres vivos, criados por Deus também, e que sentem falta de amor. Não sei se havia muitos animais abandonados no tempo de Jesus, porém acredito que, para ele ter falado de Deus cuidando das aves, um gatinho de rua, assustado e com fome, sensibilizaria bastante o nosso mestre galileu.

Você nunca pensou em adotar um animal de rua? Posso dizer com experiência que eles sabem retribuir amor com amor. Das três gatinhas que temos aqui em casa, duas eram gatas de rua e uma nasceu de outra gata de rua que tivemos há muito tempo. Amo todas elas, dão muita alegria para nós. Além delas, temos uma cadelinha. Mais festa ainda!

Quem sabe algo assim não mudaria a sua vida? Decerto isso só lhe faria bem. Os animais são nossos irmãos. Por que deixá-los largados ou maltratá-los? Podemos ajudar o Pai dos céus a "cuidar das aves". Pense nisso! Adote um animal de rua!

4 comentários:

luana disse...

Olá Ruben,
me identifiquei a bessa com esse texto. Como gosto muito de animais sempre me passa isso na cabeça quando vejo um cachorrinho ferido, ou com frio. Tenho dó destes, e também dos que tem lar, mas vivem presos por correntes ou em espaços apertados. Lembro a todos que se quiserem adotar, ou apenas ajudar, a SUIPA faz um trabalho lindo.
Abraços
Luana Sales

Ruben Marcelino disse...

Grato, Luana!

Oxalá mais pessoas se disponham a contribuir para diminuir o número de animais abandonados! Que Deus abençoe e guarde os animaizinhos que andam pelas ruas, até que alguém, disposto a cooperar com o Senhor, os encontre e recolha com amor.

Marcos Vichi disse...

Uma vez eu também vi uns filhotes de cachorro abandonados e fiquei muito sentido por não poder abrigá-los.

Durante algum tempo, por influência familiar, eu tinha implicância com animais. Mas o contato com alguns cachorrinhos simpáticos mudou a minha opinião. Agora os vejo como companheiros que, como você disse, precisam de cuidado e retribuem com amor.

Um grande abraço,

Marcos Romão Vichi

Leila Bento disse...

Ruben, fico muito feliz por vc ter desenvolvido esse sentimento tão nobre em relação aos animais!Agradeço a Deus por ter podido contribuir pra desenvolver esse sentimento em vc! Oxalá todos os pais, principalmente, os que se dizem "evangélicos" passassem isso pros seus filhos, pois segundo a Bíblia diz "o homem justo cuida dos animais"! Vc sabe que se eu pudesse teria muito mais do que três gatas e uma cadela! Um beijo, sua mãe.