"Então, falando ele estas coisas em sua defesa, Festo disse em alta voz:
Estás louco, Paulo! As muitas letras te levam à insanidade!"
(Atos dos Apóstolos 26.24)

segunda-feira, junho 02, 2008

Nostalgia

Não sei dizer o que é a felicidade.
Todavia estou certo de que a sentia
quando tomava café com leite
nas manhãs e tardes que passava
em casa de meus avós lá por Minas.
Parece que a felicidade
já carrega em si a sua própria antítese contudo,
pois esses tempos se foram
para nunca mais voltar.

3 comentários:

Pedro Grabois disse...

"Tristeza não tem fim
Felicidade sim"

(Tom Jobim e Vinícius de Moraes)

abraços,


Pedro.

Marcos Vichi disse...

Conforme diz Henri Nouwen, a felicidade nao é um lugar para ser alcançado, e sim, o caminho que trilhamos.

Eu tenho aprendido a valorizar os bons momentos. Fui feliz em Buenos Aires, tomando o legítimo mate argentino e conversando com minhas grandes amigas, a quem eu não via há muito tempo. Fui feliz em Curitiba, passeando pelos seus lindos parques. Sou sempre muito feliz nas conversas após os cultos, ou nas caminhadas pelos lindos lugares do Rio de Janeiro.

A minha vida não está perfeitamente ajustada, mas procuro colecionar estes instantes bons, que me alegram e ajudam a seguir em frente quando as coisas vâo mal.

Um grande abraço,

Marcos

Cristina Amorelli disse...

Deus, que nos quer bem e,portanto,deseja a nossa FELICIDADE,não faria com que este sublime sentimento ficasse na dependência de algum evento futuro,incerto e externo.


Abs,
Christina Amorelli